Prefeito Gimmy pede que polícia investigue morte jovem por complicações cirúrgicas

0
105

Bruna morreu em decorrência de complicações cirúrgicas, no dia 24 de fevereiro, no Hospital Geral de Guanambi (HGG). A Polícia Civil instaurou um procedimento investigatório.

 

MALHADA – O prefeito Gimmy Everton Mouraria Ramos (Dr. Gimmy), pediu à Polícia Civil a instauração de um procedimento investigatório para apurar a morte da Bruna de Jesus da Silva, 20 anos, que morreu em decorrência de complicações cirúrgicas, no dia 24 de fevereiro.

Bruna deu entrada na emergência do Hospital Municipal São Geraldo (HMSG), mas acabou sendo transferida para o Hospital Geral de Guanambi (HGG), onde não resistiu às complicações cirúrgicas.

A família ainda alega que houve demora na regulação do HMSG para o HGG, além disso, a família fala negligência. Ainda na noite de quinta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde de Malhada emitiu uma nota de esclarecimento sobre o falecimento de Bruna.

Conforme informou Gimmy, ele sentou com o delegado Zanderlan Fernandes e pediu para instaurar um procedimento investigatório. Gimmy disse que o procedimento é preciso para esclarecer o fato, inclusive o delegado solicitou documentos da paciente do HMSG.

“Se houve culpado pela morte de Bruna será responsabilizado, como prefeito não posso cruzar os braços diante de uma situação grave como essa. Se há culpado será responsabilizado criminalmente”, disse Gimmy.

Ainda conforme o prefeito, não existe motivo para esconder o que de fato aconteceu com Bruna. Ele ressalta que o objetivo é esclarecer se houve qualquer tipo de negligência por parte do Município.

No dia 26 de fevereiro, a diretora do Hospital Geral de Guanambi (HGG), Paula Luísa Lima Melo de Barros, informou a abertura de uma investigação para apurar a morte de Bruna.