Seguranças da Caixa são acusados de agredir desempregado em Caculé

0
273

Procurado, a Superintendência da Caixa Econômica Federal não respondeu o e-mail até o fechamento dessa matéria.

 

CACULÉ – Seguranças que trabalham na Caixa Econômica em Caculé, no sudoeste da Bahia, são acusados de agredir o desempregado Leonardo Costa Sepúlveda, de 45 anos. As agressões teriam ocorrido na manhã de terça-feira (28), enquanto Leonardo aguardava na fila para receber o Auxílio Emergencial no valor de R$ 600,00 (seiscentos reais).

Segundo pessoas ouvidas pelo site Informe Cidade, Leonardo estava na fila quando foi surpreendido pelos seguranças, os quais já chegaram batendo no homem. “Populares que presenciaram as agressões não conseguiram entender o que estava acontecendo, os seguranças também não disseram nada”, comentou uma pessoa que estava aguardando na fila.

Depois das agressões Leonardo foi atendido pelos profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), os quais prestaram atendimento e posteriormente liberaram.

Procurado, a Superintendência da Caixa Econômica Federal não respondeu o e-mail até o fechamento dessa matéria. O espaço fica aberto para os devidos esclarecimentos.

EDIÇÃO: